Pular para o conteúdo principal

Em sua quarta edição de 2020, a The TRUTH explorou a relação das juventudes com marcas empregadoras, contando com as vozes de mais de 1700 jovens de todas as regiões do país.

O contexto de distanciamento social trouxe para dentro de casa as preocupações dos escritórios e das salas de aulas ao redor do Brasil. 

Se por um lado trabalhar ou estudar de casa possa ser bem recebido, nos casos onde ocorreram as devidas adaptações para que isso fluísse naturalmente, por outro, o desafio de conseguir “desligar” a mentalidade necessária para entregar as responsabilidades sem literalmente ir embora da sala de aula ou da mesa de trabalho pode gerar uma sensação de “sempre em expediente”. 

Há também casos nos quais as adaptações não funcionaram de forma adequada, o que aumenta o nível da pressão sentida para performar bem, já que a responsabilidade de entregar se soma à necessidade de aprender como fazer isso e lidar com pessoas que tem mais ou menos dificuldade para se adaptarem.

Nesse cenário grande de insegurança sobre os acontecimentos do presente, podemos perceber uma onda de ansiedade e cansaço constantes. É nesse cenário que também figuram as inseguranças sobre o futuro,as indecisões rotineiras sobre carreira, desenvolvimento e evolução.

Afinal, como você tem se sentido em relação a isso tudo? 

Aprendizados com a The Truth 4.0 

O que nós pudemos aprender por meio da pesquisa conduzida ao longo do mês de maio é que, mesmo pressionadas pela glorificação da produtividade e a hiperconexão típica da vida social contemporânea, as juventudes se mostraram empáticas para com as lideranças empresariais.

Sobretudo nos casos em que as empresas demonstraram interesse em dar apoio aos desafios sociais intensificados pela crise e fizeram isso por meio de ações genuínas, seja por doações de materiais ou recursos para instituições de saúde e apoio social. 

Houve ações reconhecidas como equivocadas e isso também tem seu impacto na relação de marcas empregadoras com jovens talentos, mas vamos focar no que deu certo, pois acreditamos na capacidade de aprendizado, quando bem intencionado.

De acordo com as pessoas que estão trabalhando atualmente, mais de 80% de respondentes acreditam que a empresa reagiu bem ao impacto da crise, sendo que mais de 46% nestes 80% acreditam que a empresa reagiu da melhor forma possível. Ainda sobre quem está empregado, mais de 76% recebeu alguma forma de apoio da empresa (seja para adaptação da rotina de trabalho, seja financeiro, psicológico ou de outra forma).

E para 35% dessas pessoas, a ação organizacional de dar apoio ao empregado fez com que houvesse um aumento na relação de confiança com a marca e com a empresas como um todo. 

Os números podem apontar um argumento aparentemente óbvio, mas é importante reforçar o quanto a preocupação da organização da empresa para com as pessoas talentosas que a compõem é crucial para o desenvolvimento de um boas relações de trabalho, além de que confiança é um traço forte em qualquer perfil de liderança.

Expectativas e necessidades de quem busca uma oportunidade

Agora, sobre as pessoas que estão em busca de uma oportunidade de trabalho, que compõem mais de 50% de todos os respondentes desta edição da pesquisa. Os impactos econômicos da crise foram refletidos em uma generalização do congelamento ou cancelamento de programas de aquisição de talentos, sobretudo nos primeiros “níveis de carreira”, como Estágio e Trainee.

E, como esperado, essa escassez de vagas intensificou a expectativa das juventudes sobre o acesso ao mercado de trabalho, sendo que as empresas que conseguiram manter seus processos de aquisição em atividade se destacaram como nunca antes.

A busca por oportunidades gerou um aumento na presença em redes profissionais, principalmente em redes de carreira, como LinkedIn e plataformas de empregabilidade, como a própria Eureca. 

 

Principais canais de interação

 

Principais canais de interação que os jovens elegeram na resposta à pesquisa The Truth 4.0 sobre marcas empregadoras

fonte: The TRUTH #4 – Marcas Empregadoras, 2020.

Uma tendência percebida pelos dados coletados é a de que a busca por oportunidades está criando uma demanda represada, sendo que talentos estão se concentrando na “sala de espera de oportunidades” e se preparando para quando as oportunidades voltarem a aparecer em um ritmo crescente.

Assim, se você é um desses talentos represados, fica a dica: encontre sua cadência de aprendizado – ou seja, uma rotina de desenvolvimento de habilidades e de cuidado com seu psicológico – para conseguir aproveitar as oportunidades de aprendizado que aparecem e construir seus conhecimentos (e seu currículo). 

A gente sabe o quanto isso pode ser desafiador. Até citamos a “glorificação da produtividade” e a “hiperconexão contemporânea”, mas estamos trabalhando ao mesmo tempo para gerar dicas de aprendizado e dicas de autocuidado.

E a gente vai voltar a te conectar com oportunidades reais de carreira (isso é um spoiler muito real).

A The TRUTH #4 aponta que a segunda maior motivação para jovens interagirem com marcas é pela busca de desenvolvimento e especialização (22,6% das motivações, logo atrás da busca por oportunidades de carreira). E que a curadoria de treinamentos e conteúdos ricos para essa especialização é o tipo de conteúdo mais importante por agora (com 41,2% de respostas).

 

Principais conteúdos buscados para desenvolvimento

 

 

gráfico que representa as principais buscas por desenvolvimento por parte das juventudes que responderam a pesquisa da the truth 4.0 marcas empregadoras

fonte: The TRUTH #4 – Marcas Empregadoras, 2020.

 

Então a gente sabe que tá no caminho certo, pois estamos te ouvindo.

 

Conclusão disso tudo

Ao longo da pesquisa, fomos tomados por um reforço da nossa crença no desenvolvimento pessoal e na resiliência das juventudes.

Estamos em um momento delicado, mas que vai passar. 

Precisamos nos manter próximos, atentos uns aos outros e solícitos ao bem – o nosso e das pessoas queridas para nós.

A Pesquisa é nossa forma de entender como fazer o bem que as pessoas em contato com a Eureca precisam.

Assim, nos despedimos com algumas mensagens finais:

  1.  Cuide-se como pode e conte com a gente para apoiar seu bem estar e desenvolvimento. Este desenvolvimento vai ser necessário para quando você estiver em busca de seus sonhos de carreira e seu bem estar é necessário o tempo todo, independentemente do contexto.
  2.  Venha conversar com a gente e com outras pessoas em nossa Comunidade. É a forma que temos de estar em contato e em desenvolvimento, juntos, agora. A gente se dedica para ouvir empaticamente e gerar diálogos respeitosos e profundos. Também temos muito a aprender e queremos aprender com você.
  3.  Esteja por perto para as próximas edições da The TRUTH. Sua voz é o que nos faz mais fortes para conversar com empresas e com o mercado. É a sua voz que as lideranças precisam ouvir, afinal, no futuro é você quem vai estar liderando essas empresas e temos certeza que você vai ser uma liderança inspiradora.

 

Esse artigo foi redigido pelo Guto Nogueira, idealizador da pesquisa The Truth na Eureca e quem, carinhosamente e meticulosamente cria a pesquisa, envia para as juventudes, coleta os dados e os transforma nesse monte de informação e conhecimento para você.

Sugestão de conteúdos similares:

Para saber mais sobre as oportunidades de estágio e trainee da Eureca, só clicar aqui.

Guto Nogueira

De uma sensibilidade ímpar, o dono da nossa The Truth sempre encontra um jeito de nos surpreender, seja com suas tiradas sensacionais ou com textos que fazem a gente se emocionar. É papo profundo que você quer? Chama Guto Nogueira.

Deixe uma Resposta